sexta-feira, 13 de maio de 2011

SBT revoluciona a teledramaturgia?


Ontem foi um dia histórico, um marco na televisão brasileira. Provavelmente você não ficou sabendo, já que a uUUUUUUUarner Xhennel ou a Sony não divulgaram. Muito menos a Rede Globo. Mas é algo que você deveria saber (ou não, quem sabe?!?!).


Sem mais mistérios: foi ao ar ontem, 12/05/2011 o primeiro beijo gay da teledramaturgia brasileira. O beijo ocorreu entre Luciana Vedramini e a bela Giselle Tigre na novela (!) Amor e Revolução. A novela, de autoria de Tiago Santiago, se passa no período da ditadura militar e narra a história de... er... bem... ahn... (eu não assisto essa novela e por isso não sei do que ela trata!). Mas o roteiro não importa. O que importa é que, mesmo ninguém vendo essa novela, ela entra para os anais (hehe) da história da teledramartugia brasileira por mostrar o primeiro beijo lésbico na TV.


Pelo que andei lendo para escrever esse post, a personagem de Vedramini (Dra Marcela) é lésbica e tenta convencer Marina (Giselle Tigre) de que duas mulheres podem sentir prazer sem um homem (eu particularmente não sei como alguém consegue sentir prazer sem um homem, mas respeito muito aqueles que conseguem!). O diálogo é sofrível, quase que educativo, mas o beijo não é um simples selinho - dura quase 40 segundos, se dá de forma delicada, ao som de um música romântica e com jogadas de pernas que lembram uma dança de tango. O SBT agora lança um enquete para decidir se as duas personagens devem ou não ficar junto.

Mesmo sem ninguém ter visto a novela, o SBT surpreende ao mostrar esse beijo em horário nobre (não sei qual é o horário da novela, mas depois das 19h é tudo horário nobre!). E espero sinceramente que a Globo enfim pare de mimimi e nos surpreenda também! Afinal, quem não torceu para ver o Zeca e o Júnior se beijando no final de América...



ou a Clara e a Rafaela, de Mulheres Apaixondas...



Exemplos de bom moços, tivemos em Paraíso Tropical!


Para finalizar, peitinhos! Mais um pouco de Carlos Casagrande e Sérgio Abreu!




4 comentários:

Nerd sensível disse...

Ckreedoca, querido! Edita o post aí! Um dia eu aprendo! hehe

Coruja disse...

Gisele Tigre, lembro dos tempos que ela fazia malhação. Quando for rolar um velcro mesmo, me avisem.

Ckreed disse...

A novela se chama Amor e Revolução, mas tem um texto extremamente didático e repetitivo com mais revolução que amor. A violência excessiva tá afastando o público noveleiro que gosta de amor e sexo!

Eu gostaria de ter visto o casal gay de Tititi, o mais bem feito das novelas, se beijando no fim, o Julinho (André Arteche) e Osmar (Gustavo Leão).

Anônimo disse...

Beijo lésbico não conta: é fetiche ... Aliás, o primeiro beijo gay que eu vi na Tv foi no SBT,naquela série " A Sete Palmos" (com o Dexter...)...